Stranger Things: Aprenda 6 lições de marketing | Studio DMS
Stranger Things: Aprenda 6 lições de marketing

Stranger Things: Aprenda 6 lições de marketing

Gestão

Compartilhe:

Você já ouviu falar de Stranger Things? Já assistiu? Stranger Things sem dúvida, é uma das séries mais assistidas e mais usadas como um bom exemplo de venda. Afinal é um baita case de sucesso quando o assunto é Marketing. Mas, quais são os segredos de Stranger Things para se manter tão relevante em um mercado cheio de outras séries? A fim de apresentar a você alguns pontos importantes sobre esse sucesso, analisamos as estratégias da Netflix. O objetivo é observar o que foi realizado e aplicar o que for possível nos negócios.

Primeiramente, o que é Stranger Things?

Stranger Things é uma série da Netflix, que conta a história de uma comunidade após o desaparecimento de um menino de 12 anos. Esse é o ponto de partida para essa história que mistura elementos sobrenaturais e teorias da conspiração. Uma vez que a série é ambientada nos anos 80, a Netflix sabe muito bem como usar as referências dessa época. Não apenas cenários e vestuários, mas também músicas, carros e atitudes comuns da época. Familiarizando quem viveu naquela época no ambiente do seriado.

O Marketing de Stranger Things

A utilização das referências pop dos anos 80 não foi por acaso, essa é a linha condutora do marketing da série. Os anos 80 popularizaram marcas que movimentam bilhões de dólares até hoje. O público-alvo da série são os adultos que viveram naquela época. Por isso, antes mesmo de produzir a série, uma pesquisa de público-alvo foi feita e a analise de gostos e a aceitação do público foi levada em consideração para dar inicio a gravação. Cada campanha e cada divulgação são pensadas não só no resultado, mas na persona criada.

O monstro da série é chamado de ‘’Demogorgon’’, uma terminologia de RPG, um famoso jogo também dos anos 80. Em um dos episódios, os amigos se vestem como os personagens do filme Caça-Fantasmas. Em outro momento, o personagem Mike mostra uma estatueta do Mestre Yoda, afirmando que “ele pode mover as coisas com sua mente”. Tudo isso tem a ver com o Inbound Marketing. O público-alvo da série Stranger Things foi cuidadosamente estudado. Seus interesses foram mapeados após pesquisas, o que explica o uso das referências dos anos 80 como identidade principal para a série. A Netflix trabalha dessa forma com todas as séries que produz. Realizando pesquisas antes, durante e depois das produções. Assim, certamente é possível verificar quais públicos são mais rentáveis e quais séries devem ser finalizadas, quais as mais relevantes para serem continuadas.

Ainda com referência ao Inbound Marketing, é preciso destacar que a Netflix se baseia justamente nisso. É o telespectador quem busca e escolhe pelo conteúdo e a audiência acontece de maneira orgânica. Por isso, cabe à Netflix o estudo do público-alvo e a produção de conteúdo que esse público deseja. Dessa maneira, criam-se novas demandas ao apresentar ao mercado novidades que o público não esperava conhecer.

Quais são as lições de marketing que aprendemos em Stranger Things?

Stranger Things: Aprenda 6 lições de marketing

1. Netflix e SBT em parceria

Não só a Netflix, mas também o SBT deixou todo mundo surpreso! O primeiro episódio da série foi reproduzido em um canal da TV aberta! Mas, como assim Netflix na televisão? No SBT? A Netflix comprou 1 hora e meia da programação para exibir o episódio de Stranger Things. Certamente, uma ação perfeita para juntar todos os públicos! Aquelas pessoas que ainda não têm acesso à Netflix e os que já são viciados e passam madrugadas ‘’maratonando’’ séries. Essa estratégia de mídia se mostrou vencedora por dois motivos: apresentou o conteúdo a quem não conhece a Netflix e conseguiu atrair novos assinantes.

2. Ícones dos anos 80 na divulgação de Stranger Things

A Netflix pensou muito bem na divulgação antes das temporadas serem lançadas. Então, em seu próprio canal no YouTube, em uma das campanhas de lançamento, publicou um vídeo com a atriz Maria Antonieta de Las Nieves, a Chiquinha, do seriado Chaves. Tudo a ver com a ação do SBT. Neste vídeo, a personagem ‘’Chiquinha’’ vivia o papel de uma das personagens, de maneira cômica. Não apenas esse vídeo foi lançado, mas também vários outros. Um deles teve como convidada nada mais, nada menos que a rainha dos baixinhos, a Xuxa. Outro ícone dos anos 80 aqui no Brasil. Para divulgar a série que era vivida naquela época, nada melhor que usar uma figura relevante do mesmo período de tempo.

3. Tornando a experiência real

Em parceria com a Netflix e entrando na brincadeira, o aplicativo de reprodução de músicas, Spotify preparou um modo especial para os usuários e fãs da série. Antes do lançamento da segunda temporada, outubro de 2017, data próxima ao Halloween, o Spotify apresentou um filtro “escondido” que levava o aplicativo para o “Mundo Invertido” da série Stranger Things. Ao reproduzir a trilha sonora da primeira ou da segunda temporada do seriado, o visual do reprodutor de músicas ganhava um aspecto sombrio, muito parecido com o mundo invertido da série. Esse diferencial do aplicativo foi por tempo limitado, porém fez muito sucesso, unindo os usuários do Spotify com os usuários da Netflix.

Também era possível encontrar disponível nessa plataforma, playlists personalizadas, que proporcionavam uma experiência interativa ao usuário. As playlists criadas eram dos personagens da séries, como se fosse as músicas que eles ouviam. Isso traz a proximidade do fã com o personagem, e do cliente com a plataforma.

4. Casa Stranger Things

Nessa mesma divulgação da segunda temporada da série, em 2017, foi construída em São Paulo a Stranger House. Uma iniciativa da Netflix para proporcionar aos fãs a chance de vivenciar a temática da série, montando uma casa que replicava os cenários da série, para que os fãs tirassem fotos e brincassem com o imaginário. Essas experiências interativas geram bons resultados e os fãs costumam ficar muito satisfeitos.

5. Bar temático Stranger Things

Nos Estados Unidos, a série inspirou um bar a levar a temática para a vida real e atrair mais pessoas dispostas a beber até encontrar o mundo invertido. Com a decoração toda pensada nos cenários do seriado e drinks criados dentro da temática, o bar fez sucesso. Tamanha foi a repercussão, que até a própria Netflix mandou uma carta com um leve ‘’puxão de orelha’’ para donos do estabelecimento, que após a data acordada com a Netflix, tiveram que voltar ao normal. Porém, enquanto a temática durou, o número de visitantes aumentou muito e o lucro do bar também.

6. Stranger Antenna

A última temporada lançada foi a terceira, e como as outras temporadas, essa não podia ficar sem uma divulgação diferenciada. Para bombar na propagação da nova temporada, uma nova parceria foi feita. Pensando na nostalgia e no apelo nacional, a parceria foi entre Netflix e Bombril. Criou-se então o aplicativo Stranger Antenna. A ideia era voltar no tempo, quando era preciso um pedaço de Bombril na antena para sintonizar o canal desejado. No aplicativo Stranger Antenna era possível encontrar cenas inéditas e exclusivas, apresentadas pelo garoto propaganda da Bombril, Carlos Moreno, que durante anos fez sucesso na televisão brasileira. O aplicativo só reproduzia os vídeos se tivesse uma esponja Bombril contra a parte traseira do celular. Essa foi mais uma campanha interativa, que gerou experiências tanto para quem já era fã do seriado, quanto para quem ainda não conhecia e passou a gostar.

E o que podemos aprender com isso?

Stranger Things: Aprenda 6 lições de marketing

Podemos aprender a importância do marketing! A Netflix apresentou peças publicitárias de apelo regional, garantindo exclusividade de comunicação, focando no que o público queria ver. Ações promocionais fazendo parte dos lançamentos das temporadas. Ambientes, vídeos, músicas, participação de sites parceiros fazem com que Stranger Things se mantenha ativa na mente do público. Cada campanha inusitada de maneira interativa tem o sucesso garantido, além de deixar o fã ainda mais próximo do produto. Sem falar da quantidade de novas pessoas que procuram conhecer e acabam gostando, virando fã também. Mais um ponto positivo para o marketing da Netflix!

Lições de Stranger Things para não esquecer

• A relação com os fãs:

A equipe de comunicação da Netflix tenta sempre responder o mais rápido possível aos comentários dos fãs nas redes sociais. Isso faz toda a diferença! Trás o cliente que consome as séries para perto cada vez mais, criando a fidelidade e a sensação de amizade.

• Campanhas com datas pensadas:

Os lançamentos das temporadas são pensados para coincidir com datas específicas, gerando uma grande comoção do público. Datas como o Halloween e o feriado do dia 4 de Julho, foram datas usadas para lançamentos de temporadas e são de grande importância na América do Norte, país de origem da produção.

• Site interativo e bem atualizado:

Ao manter o site atualizado antes e durante a apresentação de cada temporada, a série se mantém em evidência mesmo quando não está no ar. Assim, quando procurada na internet, tem todo o conteúdo disponível, não deixando quem procura desatualizado. Respondendo a todas as perguntas do público.

• Não recuse um projeto sem analisar cuidadosamente:

Stranger Things, uma série de TV para o público adulto, estrelada por crianças, foi recusada de 15 a 20 vezes, até ser aceita e abraçada pela produção da Netflix. Essa que enxergou o potencial do roteiro e uniu grandes estratégias de marketing para chamar a atenção de todos e conseguir o público para a série. A Netflix acreditou nessa história e até hoje está colhendo os frutos do projeto. A conclusão que podemos tirar disso é que, avalie bem cada projeto e não subestime o poder do marketing!

Conclusão

O objetivo principal da Netflix é vender a série e a assinatura do canal para o seu determinado público-alvo. Porém, após essas lições que acabamos de ver, aprendemos que não podemos focar os esforços apenas nas vendas e nos lucros. Oferecer experiências extras aos clientes e aos potenciais clientes é uma estratégia inteligente para atrair e fidelizar cada vez mais pessoas. Tiramos de aprendizado do case Stranger Things que oferecer um produto de qualidade e garantir a experiência de consumo ao público-alvo são as maiores lições de marketing.

Falar de uma maneira divertida sobre o marketing, torna tudo mais leve! Saber lidar com os conteúdos e apresentar de maneira que a persona da sua empresa gosta de ver é o caminho! Você já analisou o marketing da sua empresa? Precisa de ajuda para resolver isso? Então fale com a gente e descubra a melhor maneira de chamar a atenção do seu público-alvo!

Saia do mundo invertido, destaque a sua empresa!

Atendimento Studio DMS