Qual a importância em criar um logotipo? | Studio DMS
Importância de um logotipo

Qual a importância em criar um logotipo?

Design

Compartilhe:

A criação de um logotipo é extremamente importante para estratégia de marketing que a empresa pretende montar, porque é através dele que o seu público identificará a sua marca.

Em suma, o logotipo é uma imagem, ou representação visual que se utiliza de figuras e símbolos para tornar a marca única.

Além disso, o logotipo não é criado de uma hora para a outra.

Muitos acreditam que a imagem de uma marca é uma simples ideia que surge do nada de uma mente criativa, entretanto mal sabem elas que o trabalho que é feito para criar a identificação da marca é longo e árduo.

Vocês acham que a criação da logo da Nike, ou da Adidas, foram simples ideias que surgiram e deram certo? Não, são feitas longas pesquisas para que se atinja um resultado agradável e que faça sucesso com o público.

A pesquisa é profunda e envolve desde o design até as cores que serão utilizadas.

Qual a principal diferença entre logotipo e logomarca?

Para início de conversa, o termo logomarca não existe. As pessoas ouvem o termo e acabam por utilizá-lo.

Já ouviu aquele ditado de que uma mentira contada muitas vezes vira verdade? Então, é basicamente esse o caso.

A palavra logomarca é utilizada apenas de uma forma errada e tem a ver com a semântica dela, ou seja, o que a palavra significa em sua origem.

Logo vem do grego “logos” e quer dizer significado ou conceito. Já a palavra marca vem do germânico “marka” e também tem o sentido de significado ou conceito.

Basicamente, logomarca é uma redundância, ao passo que a palavra quer dizer significado do significado.

Agora que está claro que logomarca é uma expressão equivocada, podemos tratar sobre o significado de logotipo.

Já sabemos o que logo quer dizer, só falta o complemento com o conceito de tipo.

A palavra tipo também tem sua origem ligada ao grego, só que faz referência a “typos” que quer dizer símbolo gráfico de um conceito.

Portanto, as duas palavras têm significados que em conjunto fazem sentido chegando ao resultado de representação visual de um conceito.

Mantenha seu logotipo simples!

Criar o logo não é um trabalho fácil, requer muito tempo e empenho e por conta de todo esse trabalho, muitos acreditam que o logotipo deve ser extremamente elaborado.

Contudo, isso não é verdade. A sua marca precisa ser lembrada e por isso o logo deve ser simples, sem nenhum excesso que polua demais e dificulte que o seu trabalho fique marcado.

Portanto, mantenha o seu trabalho sempre o mais simples possível.

Veja 5 maneiras de criar seu logotipo.

Você pode pensar que todas as marcas se utilizam da mesma ideia para criar o logo.

No entanto, existe mais de uma forma de criar um logotipo e fazer com que o público reconheça a sua marca.

1. Lettermark

O formato de Lettermark utiliza as letras iniciais ou abreviações das marcas como o logo.

Essa é uma forma que empresas com nomes grandes e compostos utilizam para que o público lembre mais facilmente da sua marca, como CNN, EA Sports e CNA.

Além disso, esse estilo tem como objetivo principal dar destaque as abreviações, desenhadas de uma forma diferente sem ser acompanhada por símbolos ou ícones.

2. Símbolo ou Ícone

As empresas não utilizam nenhum tipo de texto e fazem a representação da marca por meio de um símbolo visual.

Este é um formato mais ousado, porque fazer referência a uma marca por um símbolo ou ícone é mais difícil do que com uma escrita.

Por isso, vemos empresas globais se utilizando desse estilo de logo, como é o caso da Apple e da Microsoft.

3. Wordmark

O Wordmark é a forma em que apenas o nome da empresa, marca ou produto será utilizado no logo.

Assim, a fonte que será utilizada é personalizada especificamente para o que é pensado sobre a marca.

Por isso, se a tipografia de uma grande marca for utilizada para escrever algo, você conseguirá fazer a referência ou pelo menos vai tentar lembrar de onde você conhece aquela fonte.

Algumas grandes empresas que utilizam o Wordmark são Coca-Cola, Sony, Google e Disney.

4. Combination Mark

Pelo nome podemos fazer uma associação. Nesse estilo, são COMBINADOS símbolo e texto para criar um logotipo.

É uma das formas mais recorrentes porque é uma maneira mais fácil de ser reconhecido pelo público, já que 2 fontes são utilizadas.

Além disso, as instituições podem separar as 2 fontes quando convir.

Pensemos então na Adidas, ela pode muito bem usar apenas o seu símbolo para estampar os materiais esportivos, ou então aproveitar somente o texto.

Combination Mark é um estilo interessante para empresas menores, que estão começando, pela facilidade maior de o público lembrar da marca.

5. Emblema

E existe também o Emblema, que é muito similar ao Combination Mark.

A grande diferença é que no Emblema o texto é inserido no símbolo, enquanto na combinação os dois se complementam.

Esse modelo é muito utilizado por clubes de futebol, selos e organizações governamentais.

Além deles, empresas como Ford, Brahma e Nivea também utilizam Emblemas.

Conclusão

Nunca pense que um trabalho, por mais difícil que ele seja, deve ser o mais estruturado possível.

Se você for criar um logo, tire essa ideia da sua cabeça e se reeduque quanto aos conceitos de logotipo.

Mantenha ele o mais simples possível e no final faça com que a sua marca seja lembrada tanto pelo bom trabalho, quanto por seu logotipo.