LinkedIn Stories: Como a nova ferramenta vai funcionar? | Studio DMS - Agência de Marketing Digital e Design

LinkedIn Stories: Como a nova ferramenta vai funcionar?

Marketing Digital

Compartilhe:

Ué, mas como assim o LinkedIn vai lançar o formato Stories? Pois é, muitos estão sendo pegos de surpresa com a notícia. Ainda mais pelo Brasil ter sido o escolhido para receber a novidade em primeira mão.

Segundo a própria rede social, os motivos que fizeram o Brasil ser eleito como sede da nova ferramenta são porque o país é o terceiro maior produtor de conteúdo em formato de vídeo e também pela criatividade da população.

Assim como Snapchat, Instagram, Facebook, Youtube, Twitter e WhatsApp, a maior rede social profissional do mundo não poderia ficar de fora. Agora, além da conexão e postagens sobre a carreira, o usuário ainda terá a possibilidade de mostrar o seu dia a dia dentro da sua empresa.

A ferramenta, que permite o compartilhamento de posts com tempo para esgotar, é bem nova. No final de fevereiro deste ano, os internos da empresa realizavam os primeiros testes para disponibilizar a nova função o quanto antes. Por isso, no momento, os Stories do LinkedIn estão disponíveis apenas ao aplicativo para Android e iOS.

Por que o LinkedIn resolveu investir no formato Stories também?

Apesar de ser uma novidade para o Brasil e também para o resto do mundo, o Linkedin já havia disponibilizado o formato para estudantes das universidades dos Estados Unidos apenas como uma forma de testes. Com a aceitação, eles resolveram investir um pouco mais pesado.

Mas afinal, por quê? Todas as outras redes sociais já possuem o formato, não seria melhor buscar uma outra alternativa para alcançar o público? Aparentemente os diretores não pensam assim.

Mesmo que cada rede social tenha o seu público-alvo, elas ainda batalham a atenção das pessoas e dos investidores para conseguirem cada vez mais adeptos. Mark Zuckerberg, dono do Facebook e do Instagram, mostra muito bem essa competitividade.

Mesmo o Facebook sendo a rede social que mais abriga usuários no mundo inteiro, ele continua investindo no mercado para se manter relevante. Foi por isso que quando o Snapchat fez sucesso com o formato Stories, Zuckerberg logo tratou de implementar a ideia em suas redes sociais. Apesar da diferença dos públicos, ele conseguiu atrair aqueles que estavam fascinados pela nova ferramenta do Snap.

E porque o LinkedIn pensaria em atrair um público mais jovem?

Simples, uma hora os jovens precisarão assumir as suas responsabilidades e buscar um espaço no mercado de trabalho. E qual rede social pode os ajudar nesse novo caminho? Pois é, o LinkedIn.

Quanto antes os jovens começarem a se utilizar da rede social, melhor. Assim, eles conseguem chegar preparados, com um currículo pronto e interessante para oferecer a qualquer empresa que esteja interessada. Além disso, ficar familiarizado com a rede e conhecer os seus atalhos não é nada ruim para conseguir seduzir os negócios mais interessantes.

No entanto, é preciso superar uma barreira antes de fazer essa atração

As pessoas não usam o LinkedIn com a mesma frequência que Facebook e Instagram. Pense um instante, quando as pessoas estão sem nada para fazer em casa, é difícil que elas vão olhar o seu LinkedIn.

Pois é, a rede social é muito mais usada quando os usuários estão realmente em busca de trabalho. Isso faz com que ela não seja atrativa o tempo todo, como as outras duas citadas.

E para superar essa barreira, os Stories podem ser o ponto de mudança. Eles seriam a forma de fazer com que os usuários interajam mais e consequentemente acessem com mais frequência a rede social.

Veja exatamente como utilizar os Stories do LinkedIn

Apesar de tentar fazer com que os usuários acessem regularmente a rede social, uma questão é bastante discutida a cerca dos Stories no LinkedIn: qual o teor das publicações. Ou seja, o que as pessoas devem e não devem publicar e como elas devem se portar nesses materiais.

Quem está lendo o conteúdo para entender exatamente como a ferramenta funcionará, é bom estar ciente de alguns cuidados para tomar ao planejar alguma publicação.

Afinal, as empresas podem muito bem analisar as divulgações feitas no LinkedIn e estabelecer elas como um critério de desempate entre concorrentes. Mesmo que as publicações fiquem apenas 24h no ar, é preciso tomar certos cuidados.

O que publicar nos Stories do LinkedIn?

A própria equipe do LinkedIn enviou um guia com dicas sobre como utilizar a nova ferramenta na rede social. Ali contém informações essenciais para entender um pouco mais sobre como utilizar a nova funcionalidade e também os cuidados que devem ser tomados.

Os conteúdos devem estar dentro de um contexto profissional

Afinal, a rede social continuará com o seu principal objetivo, disponibilizar uma forma para que os usuários apresentem as suas aptidões e para que as empresas tenham uma ferramenta que as auxilie a selecionar melhor os seus candidatos.

Crie materiais que ensinem e ao mesmo tempo sejam interessantes

É preciso que as pessoas, e principalmente as empresas, vejam a relevância daquilo que está sendo publicado. Caso contrário é muito fácil clicar na tela e passar o conteúdo. Por isso, uma das principais dicas é criar vídeos que sejam educativos e ao mesmo tempo atraiam a atenção de quem está assistindo.

A conta é sua e todo mundo precisa saber disso

Pense nos narradores de esportes. A todo momento eles estão em busca de algum bordão que faça com que as pessoas os identifiquem. Quando os materiais forem pensados e produzidos para os Stories do LinkedIn é preciso que todo mundo saiba de quem são as publicações. Por isso, a dica é: dê um toque particular a cada vídeo que for lançar.

Dê as pessoas assuntos que elas queiram comentar

Gerar a necessidade nas pessoas de debater e mostrar a sua opinião é uma ótima estratégia para conseguir engajamento. Por isso, temas e notícias que estão em alta incentivam e geram conversas produtivas.

Que tal falar sobre o coronavírus e como se preparar para o mercado enquanto estamos no período de quarentena? Pois é, o tema é tão bom que irei fazer o vídeo eu mesmo.

E o que não publicar nos Stories do LinkedIn?

Assim como as dicas ajudam a selecionar bem os conteúdos que devem ser criados para os vídeos, a equipe do LinkedIn se esforçou bastante para entregar as pessoas aquilo com o que elas devem tomar cuidado. Veja abaixo:

Cuide com assuntos e publicações muito pessoais

Um dos maiores erros das pessoas, e digo isso não apenas para as publicações no LinkedIn, é expor demais a sua vida para os outros. Não estou aqui para criticar ninguém, no entanto muitas empresas têm acesso a esses conteúdos.

Por isso é tão importante cuidar com o que será feito e dito. Isso pode impossibilitar ótimas oportunidades e fechar portas que seriam importantíssimas para a carreira de qualquer pessoa.

Evite de todas as formas conteúdos inapropriados

Quanto mais as pessoas conseguirem manter o perfil no LinkedIn como algo meramente profissional, melhor! Muitas vezes vemos publicações extremamente desajustadas ao momento ou ao espaço que estão sendo divulgadas.

Além disso, ninguém gostaria de ter a sua vida exposta de tal maneira, ainda mais em uma rede social que serve para mostrar as conquistas profissionais.

Em hipótese alguma, utilize conteúdos em formato de spam

Se tem uma coisa que as pessoas realmente não gostam na internet, são os spams. Não adianta tentar forçar uma publicação goela a baixo das pessoas, elas precisam querer ver ou ler sobre determinado assunto.

Por isso, para qualquer um que for começar a publicar conteúdos pelo LinkedIn, não envie materiais que as pessoas não queiram receber. Respeite a privacidade e a vontade de cada um. É preciso criar maneiras de fazer com que o público venha até você, sem forçar uma coisa indesejada.

É preciso saber aproveitar cada oportunidade

Com o avanço da internet é difícil pensar em uma pessoa que não se aproveite dos seus benefícios. Apenas as que de fato não possuem acesso.

Estabelecer um contato e conversar com pessoas que não estão do seu lado é muito mais fácil. Por incrível que pareça, a internet facilitou até mesmo a produção e entrega de currículos. E o LinkedIn é a rede social que potencializa essa facilitação.

Quem não utiliza ou usa pouco a plataforma precisa rapidamente rever isso. Dali muitas oportunidades podem surgir, oportunidades estas que têm o intuito de ajudar as pessoas a conquistarem aquilo que antigamente era muito mais complicado, chances para as suas carreiras.

E no momento que novas ferramentas surgem para intensificar cada vez mais as possibilidades, é preciso saber retirar o máximo delas. Foi isso que tentamos passar, quais planos seguir e o que fazer para usar os Stories do LinkedIn em prol de novas oportunidades de crescimento.

Atendimento Studio DMS