Inbound x Outbound Marketing: Entenda as diferenças | Studio DMS

Inbound x Outbound Marketing: Entenda as diferenças

Inbound Marketing

Compartilhe:

Primeiramente, entender os conceitos de Inbound e Outbound marketing já é meio caminho.

Depois de entendê-los, a estratégia de marketing será melhor desenvolvida e assim os resultados virão.

Atualmente a importância da internet na vida das pessoas é gigantesca.

É difícil imaginar alguém que não esteja conectado em nenhuma rede social ou que não a utilize para resolver problemas e solucionar dúvidas.

Além disso, é importante que as empresas entendam que investir em produção de conteúdos e publicações nas redes sociais é fundamental.

No entanto, os meios tradicionais, como a televisão, ainda são muito importantes e devem ter uma estratégia de marketing definida para ajudarem na atração de clientes.

Inbound Marketing

O Inbound marketing é um conjunto de estratégias que visa atrair os clientes e pode ser considerado como uma parte do marketing digital.

Antes de falar sobre, primeiro é preciso ficar atento para alguns mitos sobre o marketing digital que as pessoas acreditam fazer parte do conceito.

Marketing digital é a promoção de produtos e marcas por meio das mídias digitais, ou seja, fazer a divulgação da empresa online.

Com a internet, os usuários ganharam mais independência para escolher onde navegar e realmente tem uma liberdade maior.

Por conta disso, a forma como as pessoas fazem as suas compras mudou totalmente.

Atualmente, cerca de 93% dos processos de compra começam com uma busca pela internet, seja ela apenas para checar a tabela de preços.

E foi esse avanço na tecnologia que fez com que as empresas percebessem que deveriam se utilizar de outra forma de venda para conseguir agradar a nova leva de clientes e também os antigos que aderiram a internet.

Assim foi criado o Inbound, um processo que visa levar o cliente até a empresa e fazer ele passar por uma jornada de compra até finalizá-la.

Jornada de Compra

O conteúdo é o que atrai a persona e futuros clientes para o site ou blog e faz com que ela percorra todo o caminho da jornada.

Todas as etapas são bem definidas e planejadas para cada momento que o leitor se encontra.

São quatro os estágios percorridos:

1 – Aprendizado e Descoberta:

Primeiramente, o consumidor não tem noção de que tem um problema. Ele ainda está descobrindo sobre o que ele quer ler e o porque.

No início, a função da empresa é apenas oferecer conteúdo e a partir dele manter a atenção do possível cliente.

2 – Reconhecimento do problema:

Na sequência, a pessoa nota que tem um problema ou que uma boa oportunidade está surgindo.

O objetivo é gerar a necessidade no leitor e fazer ele identificar o problema.

3 – Considerar a solução:

Após fazer as pesquisas para tentar encontrar uma solução, é preciso mostrar ao leitor que o produto ou serviço da organização o ajudará.

Criar um senso de urgência é interessante, para acelerar o processo e fazer com que ele não deixe para depois.

4 – Decisão de compra:

Após todo esse percurso, o consumidor decide realizar o negócio. Nesse momento, é importante mostrar quais são os diferenciais a serem oferecidos para que a empresa seja a escolhida para a realização da compra.

Como funciona o processo de Inbound?

A grande sacada do Inbound marketing é não incomodar, deixar que a pessoa procure a empresa, acesse o conteúdo que for atrativo para ela.

Para que isso aconteça, o cliente em potencial irá percorrer um ciclo.

A primeira parte é denominada como atração do Inbound Marketing.

Essa é a fase em que os conteúdos são divulgados, em blogs e redes sociais, para tornar os internautas visitantes do site.

Depois, vem a conversão do Inbound Marketing.

Os internautas precisam gostar do material para que então se convertam em leads.

Isso acontecerá através de CTA, formulários e landing pages, para conduzir o internauta para a etapa seguinte, que é conhecida como fechamento.

Após o visitante se tornar um lead, ele deve ser nutrido para resolver o seu problema. Então, a empresa deve se apresentar como solução e tornar o lead em cliente.

Finalmente, ocorrerá a última parte do ciclo, a análise.

Para que o processo seja concluído, é preciso manter o cliente sempre atualizado com conteúdos que o agradam

Outbound Marketing

Essa é a forma mais conhecida de fazer o marketing. A marca é anunciada através das campanhas televisivas, impressas e também com o telemarketing.

Com o crescimento da liberdade das pessoas, atualmente elas podem escolher o que querem ou não ver.

Por isso, as empresas não podem ser tão invasivas e tentar de todo jeito fazer a marca ser lembrada.

No entanto, as pessoas ainda consomem os produtos divulgados por Outbound, por isso ainda vale investir.

Além disso, não é como se o Outbound não tivesse se beneficiado dos avanços tecnológicos.

A prospecção de clientes se tornou mais eficiente por atingir o público correto, reduzir o ciclo e gerar mais leads.

Outra vantagem, é que como o processo já existe há um bom tempo, são muitos os especialistas no assunto, tornando mais fácil cumprir a demanda e conseguir formar uma equipe especializada.

Uma das grandes vantagens do Outbound é o ROI (Retorno sobre Investimento), por ser notado mais rapidamente.

Assim, os internautas se tornam leads de uma forma mais ágil, além da empresa se manter próxima durante o processo.

Diferenças entre Inbound e Outbound Marketing


Conclusão

Por meio do conteúdo é possível notar que cada um dos modelos tem as suas vantagens e desvantagens.

Por isso para obter resultados mais consistentes é possível utilizar tanto Inbound, quanto Outbound, mas sempre com um bom planejamento.

É necessário saber qual a situação em que a empresa se encontra para definir a estratégia a ser utilizada.

Portanto, é importante ler o conteúdo e ficar por dentro do assunto.

Então, a implantação das estratégias de marketing para a organização irá gerar resultados mais expressivos.

Converse com a gente, somos especialistas em marketing digital e estamos preparados para te ajudar a conseguir mais clientes.